Corpo e Saúde

Dor Crônica - Causas - Tratamento

Muitas pessoas têm medo de ficar doente. Mas quase todo mundo tem medo da dor crônica. A dor é inicialmente um mecanismo de proteção: É sinal de que algo está errado em nosso corpo.Passa a causa, mas a dor permanece, ela mesmo se torna a doença - e muitas vezes provoca uma vida de sofrimento para as pessoas afetadas.

Milhões de pacientes pelo mundo

Milhões de pessoas no mundo sofrem de dor crônica, mas apenas uma pequena parte está com um tratamento adequado. Porque há uma falta de instalações e de especialistas neste campo relativamente novo da medicina. Até poucos anos atrás, a dor não era ainda um objeto de exame ou estudo. Alguns médicos não consideram as queixas de seus pacientes, portanto, tratam de uma forma superficial. Dor - muitas vezes sem causa orgânica óbvia - não é incomum como fantasia ou "psicológica", ou como algo com que o paciente provoca ou inventa.

Causas de dor

dor crônica

A dor aguda é um mecanismo de proteção, e, portanto, geralmente desaparece após horas ou poucos dias - junto com o que causou. Dor crônica, no entanto, resiste à sua causa por meses ou mesmo anos, e é, portanto, uma doença

Em tempos atuais, a dor pode ser diferenciada, não só pelo desencadeamento das doenças, mas também pelos mecanismos de origem da dor. Lá estão, por exemplo, a dor inflamatória, dor no nervo ou dor causada por um tumor. Este é - para além da intensidade da dor - também importante para uma terapia adequada. Dor que pode se tornar crônica, incluem:  

_ Cefaleias (dores de cabeça, incluindo tensão);

_ Enxaqueca;

_ Músculo-esqueléticas, como dor nervo-ciático, dores nas costas e dores musculares;

_ Reumatismo;

_ Neuralgia dor do nervo (como a neuralgia do trigêmeo);

_ Dor do membro fantasma após a amputação;

_ Dor como resultado de tumores.  

Aprendizado dos neurônios

Anteriormente, os cientistas supunham que os nervos - como um cabo de alimentação - são as linhas de sinal simples, cuja única função é transmitir estímulos. Sabemos agora que os nervos também têm uma memória de dor, transmitem um estímulo de dor, aumenta o risco de que haverá retorno da dor crônica e, portanto, independente da doença.O alívio adequado da dor aguda, é muito importante para evitar a formação de uma memória de dor e prevenir as conseqüências de uma desordem de dor crônica, como a depressão e a solidão social.

A dor não é inevitável

Há muitos que sofrem de dor, você deve confiar em seu médico. Ele também pode encaminhá-lo a um especialista de dor .

A dor não é inevitável - é uma doença que pode ser curada.

É útil se você criar um diário da dor e trazer isso para a primeira consulta. Relate o tipo e freqüência da dor, a hora exata do dia e a atividade ( manhã ou pela noite piora? Melhora ou piora através do exercício? Etc.) É importante, que seja discutidos na relação médico-paciente as causas da dor.

Por muitas vezes já é um círculo vicioso de causa e efeito: por exemplo, a dor causada por tensão muscular e tensão muscular com a dor novamente. Intervir e romper com esse ciclo, é função do terapeuta.

Dependendo da causa um tratamento diferente

A dor crônica é uma doença complexa, com diferentes gatilhos, que normalmente exige um tratamento individualizado e atacado por diversas terapias. Assim, não é apenas sobre a luta contra a dor, mas também influenciar positivamente a qualidade de vida e prevenir novos ataques de dor.

Pacientes com enxaqueca por exemplo,  tem necessidade em investigar os fatores que reduzem ou desencadeam um ataque. Isso inclui uma dieta consciente, deixar de fumar e consumo de álcool e um padrão de Sono regulado. Uso de analgésicos e drogas inflamatórios leves a moderadas para  a dor severa, e os opiáceos, juntamente com ervas e produtos medicinais (casca de salgueiro, garra do diabo, folha de urtiga), antidepressivos e drogas anticonvulsivantes para a dor do nervo.

Além de medicamentos eficazes e outros métodos de tratamento estão disponíveis para reduzir ou eliminar a dor: fisioterapia, massagens, banhos medicinais, ou a estimulação elétrica (estimulação elétrica nervosa transcutânea) são alguns deles. Além disso, a acupuntura tem se mostrado eficaz.

 Em outros métodos alternativos de cura, os terapeutas da dor completam a abordagem terapêutica incluindo a quiroprática, osteopatia e espinho-terapia. Estes métodos de lidar com a mecânica do corpo e pode ajudar com certas influências sobre os músculos, articulações e gânglios nervosos para o alívio da tensão e dor. Um método que ajuda em muitos casos de dor crônica, é o método de bio-feedback.

Aqui, o paciente aprende a tomar consciência dos processos em seus corpos e controlá-los para que a dor seja menor. Existem os chamados procedimentos invasivos, em que tanto injeta-se drogas para a anestesia local, medicação para dor ou "estimulação da medula espinhal.

Não se esqueça da psique

A dor crônica afeta não só o corpo, mas limitar a qualidade de vida pode desgastar o espírito e levar à depressão e pensamentos suicidas.

O componente psicológico da dor não pode ser em qualquer caso ignorado. Muitas vezes é possível através do confronto com o transtorno da dor lidar melhor com a dor e o ciclo vicioso da origem da dor.

Em muitas práticas programas especiais para o atendimento psicológico de pacientes com dor são oferecidos. Em grupos de apoio e fóruns de Internet pode-se compartilhar e trocar com os outros conselhos, ajuda e experimentar a sensação de não estar sozinho na doença. Pode-se usar também técnicas de relaxamento, tais como treinamento autógeno ou relaxamento muscular progressivo que tem impacto positivo sobre a psique e corpo.

Não espere - ninguém tem de viver com a dor!



Mais Artigos Corpo Saúde